martes, 18 de julio de 2017

Tormenta

Pocas veces he visto tanta agua caer. Cae de quién sabe donde, y corre por todas partes. El viento y la lluvia hacen estragos.
Yo, sin embargo, me siento tranquilo. Me siento seguro. Ahora sé que estoy bien. Ahora sé que todo estará bien.
No sé cuánto tiempo llevo aquí esperando que pase el aguacero. Podría quedarme toda la vida, porque este momento ya es eterno. Y el aguacero quizás no pasará, pero está bien mojarse de vez en cuando. Darle una lavadita al alma.




Água um dia cairá dos céus
em nós, fará lugar,
calma como a lava de um vulcão, 
um mar, um rio vai correr em direcção.

Água deve vir, diz a previsão,
vai nos alcançar sem qualquer rancor,
maré alta em mim.

Água um dia brotará dos nós
em nós, vai decantar
lágrimas que fingem que não são,
mas são parte da enxurrada que virá

cheia de esquecer, uma inundação
por todo lugar, porque se evitou
maré alta enfim.

Água deve vir, diz a previsão,
vai nos alcançar sem qualquer rancor,
maré alta em mim,
cheia de esquecer, uma inundação
por todo lugar, porque se evitou
maré alta enfim.